Namorados desejam itens de moda e smartphones de presente dos seus parceiros no Dia dos Namorados

 
 
e-mail icon

Realizado com 1 mil pessoas entre o final de maio e início de junho, levantamento identifica hábitos de consumo para a data. Maioria (37%) gastará entre R$ 100 e R$ 250 no presente do parceiro.

Os compromissados desejam ganhar itens de Moda e Beleza e smartphones de presente dos seus parceiros no Dia dos Namorados, indica pesquisa IBOPE Conecta encomendada pelo Mercado Livre e realizada entre os dias 30 de maio e 4 de junho com mil participantes. Moda (calçados, roupas e bolsas) e smartphones recebem, respectivamente, 46% e 31% das menções. Já os produtos de beleza para cuidado pessoal ficaram em terceiro lugar (29%) nas citações, seguidos por chocolates (25%). Outras opções de presentes – como jantar ou café da manhã especial (23%); bijuterias; joias e relógios (20%); livros (16%) e viagens (15%) – também foram citadas pelos participantes. A pergunta permitia multiplicidade de respostas. 

Realizado com homens e mulheres de todo o país, de diversas faixas etárias e pertencentes às classes A, B e C, o levantamento questionou não só o que os namorados querem ganhar, mas também quais presentes eles pretendem comprar para o parceiro. A categoria de Moda (calçados, roupas e bolsas) também foi a mais mencionada, com 43%. Os produtos de Beleza ocuparam a segunda colocação, com 23%, seguidos por smartphones e café da manhã ou jantar especial, ambos com 19%.

Previsão de gastos

Neste ano, a maioria dos namorados pretende gastar entre R$ 100 e R$ 250 (37%) ou de R$ 50 a R$ 100 (33%). Uma parcela de 11% pretende gastar entre R$ 250 e R$ 350; e 9% estimam que os gastos irão variar entre R$ 350 e R$ 500. Para 7%, o presente custará entre R$ 500 e R$ 1.000; e apenas 3% deverão gastar R$ 1 mil ou mais. A maioria (39%) prefere parcelar o pagamento do presente no cartão de crédito. A alternativa de pagar à vista no cartão de crédito aparece em segundo lugar (23%) e na sequência, a opção de pagar à vista no boleto (22%). A opção à vista no dinheiro é mencionada por 10%; e 3% selecionaram a opção de parcelar no boleto; outros 3% utilizarão o saldo em conta de meios de pagamento online, como o Mercado Pago, para adquirir o presente.

O levantamento mostra que 94% dos respondentes desejam comprar o presente de seu parceiro pela internet, com a ajuda de comparadores de preços online (50%) e marketplaces (27%) para a pesquisa de preços. Aguardar as promoções da data (11%) e aproveitar as ofertas recebidas por e-mail (12%) também foram citados.

Adesão à data

As intenções de consumo foram informadas por 80% dos respondentes, já que 15% estavam indecisos e 5% disseram que não vão comprar presentes para a ocasião. Entre estes, as razões apontadas são a falta de hábito de trocar presentes na data (49%), desejo de economizar (31%) e acordo entre o casal para não trocar presentes este ano (15%). Outras razões mencionadas são: que está economizando para viajar (13%), sem dinheiro (7%) ou sem vontade para presentear (3%).

Receba nossas notícias

Go to top