Consumidor está disposto a pagar até 2 mil reais por televisão nova para ver os jogos do mundial

 
 
e-mail icon

Realizada com 1 mil pessoas no final de maio, pesquisa revela também que os modelos preferidos são os de smart TVs (44%) e 4K (38%). Em relação à expectativa sobre o evento, Neymar e Seleção Brasileira disparam como favoritos.

No que depender dos brasileiros, o mercado de eletrônicos vai ganhar destaque no maior torneio de futebol do mundo. Segundo pesquisa encomendada pelo Mercado Livre para o Ibope Conecta sobre o torneio esportivo, 30% dos participantes pretendem comprar ou já compraram uma televisão em função do evento. Os modelos preferidos são: as SmartTVs (44%), 4K (38%) e TV de LED (17%). Somente 1% menciona tipos diferentes. Em relação ao tamanho, o desejo é assistir aos jogos em grandes dimensões: 65% dizem que pretendem comprar ou já adquiriram uma TV entre 40 e 50 polegadas. Os aparelhos de até 39 polegadas sãomencionados por 25%; e os maiores, de 50 polegadas, por 10%. O levantamento foi realizado com mil pessoas de ambos os sexos e de todas as regiões do país entre os dias 24 e 30 de maio.  

A maioria (48%) prefere comprar em sites de compras do que em lojas físicas (40%), sendo que o restante (12%) permanece indeciso. Sobre os valores do aparelho, 35% pretendem gastar entre R$ 1,5 mil e o R$ 2 mil. A faixa entre R$ 2 mil e R$ 3 mil é mencionada por 29% dos entrevistados e o valor de até R$ 1,5 mil, por 22%. Somente 12% gastarão mais de R$ 3 mil no produto e uma parcela de 2% permanece indecisa. O pagamento do aparelho será feito predominantemente no cartão de crédito, mencionado como meio de preferência por 52% dos participantes. Pagamentos à vista no débito são a escolha de 14%; e uma porcentagem similar, de 15%, indica o pagamento parcelado no boleto como meio preferido para a compra da TV. Uma parcela de 13% pagará à vista no cartão de crédito. A opção à vista no boleto é mencionada por 5%, sendo que 1% utilizará o saldo da conta de Mercado Pago para realizar a aquisição.

Evento estimula o consumo

Além das TVs, o mundial também está estimulando o consumo de itens relacionados à casa. Geladeiras e freezers (6%), móveis (16%), sofás para a sala (13%) e coolers (9%) são os itens mais assinalados pelos participantes quando questionados se pretendem comprar ou já compraram produtos em função do torneio esportivo. Ainda segundo a pesquisa, os brasileiros assistirão à competição vestidos a caráter, já que camisetas (49%), adereços (40%), bandeiras (33%) e chapéus (13%) são os itens mais mencionados para desejo de compra. Além disso, pretendem fazer muito barulho na torcida: instrumentos de som (31%), cornetas (17%), apitos (15%) e vuvuzelas (14%) também são citados como itens de desejo para a data.  Ambas as questões permitiam mais de uma resposta.

Otimismo com Neymar e a Seleção Brasileira

A pesquisa também procurou avaliar a expectativa dos participantes quanto ao desenvolvimento do evento. Quando perguntados sobre quem seria o vencedor da competição, a torcida é predominantemente brasileira: 71% dos participantes acreditam que o Brasil será o ganhador do torneio. A atual campeã mundial, a seleção da Alemanha, é apontada como favorita por 16%. Igualmente detentoras de títulos mundiais, as seleções da Inglaterra (2%), Argentina (2%), Espanha (3%) e França (2%) também são apontadas como favoritas. Entre os que ainda não conquistaram o título, a Rússia (país que sediará a edição deste ano) e Portugal são mencionados por 2% cada.

Sobre os jogadores que irão se destacar no torneio em geral, a principal aposta é para o brasileiro Neymar (35%). Mas os participantes também acreditam no potencial do português Cristiano Ronaldo (21%), do brasileiro Gabriel de Jesus (12%) e do argentino Messi (14%). O terceiro brasileiro da lista é  Marcelo (3%) e com mesma porcentagem aparece o jogador Salah, representante da Seleção do Egito. Também são mencionados os franceses Griezman (1%) e Mbappé (1%); o espanhol Iniesta (1%), além dos alemães Müller (2%), Neuer (1%) e Kross (1%). O colombiano James Rodriguez e o uruguaio Luis Suárez registram 1%, cada. Outros nomes representam 3%.

Já em relação à preferência pelos escalados da Seleção Brasileira, Neymar aparece em primeiro lugar, com 28%, seguido por Gabriel de Jesus (14%) e Marcelo (10%). Uma parcela de 17% diz não ter preferência por nenhum dos jogadores. Outros citados são Cássio (6%) e Thiago Silva (4%). Os jogadores Allisson, Paulinho, Pedro Geromel e Philippe Coutinho registram 3% das menções, cada. Já os brasileiros Casemiro, Fagner, Fernandinho, Filipe Luís, Firmino, Fred, Miranda, Willian e Renato Augusto são citados por 1% dos participantes, cada um.

Sobre os locais escolhidos para acompanhar o evento, a própria casa (86%), a casa de amigos ou parentes (43%) e bares e restaurantes (24%) são os mais sinalizados na questão, que permitia múltipla escolha. Um total de 62% pretende acompanhar todos os jogos, sendo que o restante (38%) assistirá somente aos jogos do Brasil.

Receba nossas notícias

Go to top