Consumidor deve gastar menos neste Natal

 
 
e-mail icon

Depois de uma Black Friday magrinha, o varejo brasileiro espera pelo Natal com um fio de esperança de que o resultado das vendas seja um pouco melhor. Mas, se depender do humor do consumidor, isso não vai acontecer. É o que mostra o resultado do primeiro CONECTAi Express, uma pesquisa online multiclientes, representativa da população de internautas do Brasil, realizada pelo CONECTA entre a última semana de novembro e a primeira de dezembro.

O estudo aponta que uma parte dos consumidores (32%) já iniciou as compras de Natal e a maioria (61%) espera conseguir gastar menos com presentes neste ano do que gastou em 2014. A mão no freio é maior entre os mais velhos e, curiosamente, entre os consumidores de classe A, que têm maior poder de compra.

De acordo com a diretora de pesquisa para o varejo do IBOPE Inteligência, Márcia Sola, o consumidor já comprometeu uma parcela do seu 13º com dívidas adquiridas ao longo do ano e agora, com receio do que irá acontecer nos próximos meses, está pouco disposto a assumir novas dívidas com presentes. “O resultado é que ele irá pesquisar mais na tentativa de gastar menos, podendo inclusive postergar a compra de Natal para janeiro, de olho nas liquidações”, avalia. “Ou seja, a julgar por esses resultados, este será, de fato, o Natal das lembrancinhas” conclui Marcia Sola.

 

Sobre a pesquisa
A pesquisa foi realizada com 2.000 internautas entre novembro e dezembro de 2015 por meio do CONECTAi Express, pesquisa trimestral, online, multiclientes, com cobertura nacional, que permite responder a qualquer tipo de pergunta, de forma exclusiva, rápida e econômica.

Receba nossas notícias

Go to top